jardim-suspenso_seumoa

Já imaginou ter um pedacinho de natureza no seu lar? Essa ideia tem sido cada vez mais buscada pelas pessoas, e mesmo quem tem pouco espaço disponível consegue montar um jardim suspenso em casa!

A verdade é que ter um jardim vertical ou suspenso em casa possui inúmeras vantagens. Desde a possibilidade de redecorar seu ambiente, até a redução de mudanças climáticas, a prática de montar um jardim suspenso pode e deve ser feita por todos.

Além disso, trazer a natureza para perto de si de forma consciente já traz benefícios enormes para o planeta.

Para montar um jardim suspenso, só é preciso escolher um lugar adequado em sua casa e começar a montá-lo como preferir.

O mais importante é ter em mente que o local também precisa ser favorável para as plantas, já que nem todas suportam estar expostas ao sol de forma contínua ou aguentam locais muito úmidos.

Mas que tal entender tudo sobre o assunto e aprender a montar um jardim suspenso em sua casa? Confira algumas dicas práticas a seguir!

Qual espaço utilizar?

Quando o assunto é montar um jardim suspenso, cada cantinho da casa pode ser utilizado!

Pode-se usar a sala de estar ou de jantar, quarto, uma parede interna ou externa que tenha um canto propício para as plantas, banheiro, etc. As possibilidades de espaço e usos são imensas, por isso liberte a sua criatividade e encha sua casa de vida.

Para poder aproveitar bem algum cômodo e montar um jardim suspenso, veja se existe a chance de reaproveitar materiais e objetos de decoração já presentes em sua casa.

Por exemplo, se você já possui ganchos, ripas de madeira, pallet, caixotes e outros objetos semelhantes, tudo isso pode virar uma boa estrutura para seu jardim vertical.

Em espaços como o banheiro, procure usar plantas como a jiboia, violeta, babosa, lírio da paz, bromélia, entre outras. Essas espécies de plantas gostam muito de umidade, de estar na sombra ou em meia sombra, ideias para espaços como banheiros.

Estruturas para o jardim suspenso

Assim como a variedade de espaços a serem utilizados, existem diversas estruturas e formatos para montar um jardim suspenso.

Com criatividade e responsabilidade, você pode reaproveitar materiais ou instalar novos em sua casa. Para reaproveitar utensílios da sua casa, prefira objetos como estantes, prateleiras, varais e suporte para paredes.

Até mesmo uma escada que esteja sendo utilizada pode virar um suporte para suas plantas!

Outra possibilidade de reaproveitamento está em utilizar materiais recicláveis como garrafas pets ou pneus usados (já cortados) para servir de suporte para as flores e plantas. Com esses materiais, pode-se utilizar estruturas como pallets ou ripas de madeira para suporte dos vasos de pet e/ou pneu.

Painéis também podem ser utilizados como estruturas do seu jardim suspenso, o cuidado para esse modelo está na forma de irrigação que as plantas precisam receber. O ideal seria utilizar um sistema automático, com irrigação por gotejamento.

Montando o seu jardim suspenso

Certo, com tudo isso em mente, você pode aprender como montar um jardim suspenso em sua casa.

Saiba que é mais simples do que parece e, com as dicas simples apresentadas na sequência, esse projeto pode sair do papel!

Passo 1: Plantas

É muito importante que você escolha espécies de plantas adequadas para o ambiente que deseja montar seu jardim suspenso.

Plantas que preferem estar na sombra ou meia sombra são ideais para banheiros, varandas, ou cantos com pouca luz, mas que possuam iluminação natural também. Já as plantas que precisam estar bem expostas ao sol, podem ser utilizadas em paredes externas.

Vale lembrar que ao usar paredes, certifique-se de que a parede que irá sustentar o jardim vertical é bem firme.

Passo 2: Suporte

Com as plantas definidas, escolha que tipos de suporte serão utilizados para as plantas.

Podem ser vasos, cestos ou materiais recicláveis como garrafas pets e pneus usados.

Também pode-se usar a bolsa-viva, já que esse recipiente contém o espaço ideal para o crescimento das plantas.

Passo 3: Como plantar

Para plantar de forma correta, coloque um forro no recipiente que tiver escolhido como suporte. Algumas opções são forros de polietileno, fibra natural de coco ou musgo.

Se você utilizar a bolsa-viva, o próprio tecido desse recipiente possui uma camada interna impermeabilizante e uma outra externa para permitir que o excesso de água evapore.

Após essa etapa, regue as plantas no mesmo instante para que possam absorver os nutrientes necessários para seu desenvolvimento. Lembre-se também de deixar a planta “repousar” por alguns dias antes de pendurá-la.

Passo 4: Cuide regularmente das plantas

Nossa última dica fica para sempre lembrar de cuidar regularmente das plantas e de todo ambiente do seu jardim vertical.

As plantas precisam ser regadas de forma correta e receber reposição de fertilizantes e nutrientes.

Agora que você já sabe como montar um jardim suspenso em sua casa, comece a utilizar seu espaço de forma sustentável e alegre!

Reúna os materiais necessários e sua criatividade para trazer a natureza para mais perto de você. E claro, depois que seu jardim estiver pronto, não deixe de curtir esse espaço com seus amigos e familiares. Assim, você terá mais um cantinho especial na sua casa!