9 dicas para não errar na hora de usar quadros na decoração-Seu Moa

Não dá para negar que os quadros são elementos capazes de deixar qualquer ambiente mais interessante. Mas existem dicas para não errar na hora de usar quadros na decoração que você precisa conhecer!

Essas dicas são importantes porque combinar diferentes quadros pode não ser algo simples. Do formato da moldura à escolha das ilustrações, sempre há espaço para dúvidas.

Por isso, se você quer usar esses elementos na sua casa, veja 9 dicas para não errar na hora de usar quadros na decoração.

Com essas dicas, você vai conseguir montar um ambiente incrível, cheio de criatividade e personalidade.

1- Proporção é importante

O primeiro passo para fazer uma composição de quadros é escolher o local em que as molduras serão posicionadas.

Nesse sentido, é importante levar em consideração a proporção dos elementos. Ou seja, o espaço que você tem disponível para os quadros.

Uma dica para não errar na hora de usar quadros na decoração é pensar que grande combina com grande, e pequeno com pequeno.

Dessa forma, em áreas amplas, coloque molduras maiores. Se o espaço disponível for pequeno, opte por quadros menores.

2- Considere a distância dos móveis

Uma das maiores dúvidas das pessoas sobre decorar com quadros é a altura ideal para posicioná-los.

Como tudo na decoração, não existem regras estabelecidas. Porém, alguns conselhos são bem-vindos nesse momento!

Se a ideia for colocar quadros em uma parede “limpa”, sem móveis, você pode posicionar seus quadros a 1,60 m do chão, que representa a linha de visão da maioria das pessoas.

Agora, se você quiser colocar os quadros próximos à móveis, como sofás, cabeceiras ou aparadores, deixe uma distância de 20 a 25 cm.

3- O conceito gallery wall

Você já ouviu falar no conceito gallery wall? Basicamente, a proposta é “imitar” as galerias de artes, em que vários quadros são posicionados próximos uns dos outros.

Nesse conceito, você vai mesclar os quadros, com tamanhos, ilustrações e molduras diferentes, o que cria um ambiente cheio de personalidade.

Se você optar pelo gallery wall, apenas lembre-se de criar um alinhamento principal. Assim, o quadro de maior destaque pode assumir a altura de 1,60 m do chão, enquanto os secundários são posicionados ao seu redor

4- Combine os quadros com outros elementos

Você não precisa limitar sua criatividade aos quadros. Existem outros elementos capazes de deixar a composição ainda mais rica.

Um bom exemplo é o decorativo de parede, um produto com formas diversas (de ilustrações a formas geométricas), para colar próximo aos quadros.

Uma sugestão é aplicar os decorativos de parede entre um quadro e outro, o que dá um certo dinamismo ao cômodo.

5- As ilustrações dos quadros

Muita gente prefere comprar jogos de quadros prontos por medo de fazer combinações de ilustrações.

Se esse for seu caso, uma das dicas para não errar na hora de usar quadros na decoração, é escolher artes que tenham a mesma base de cores, independentemente da temática.

Nesse sentido, você pode pesquisar paletas de cores que tenham um tom como principal, como a cor do quadro de maior destaque, para seguir o padrão nos outros quadros.

6- Considere as cores dos ambientes

E por falar em cores, uma das dicas para não errar na hora de usar quadros na decoração é se orientar pelas cores presentes no ambiente.

Se você vai colocar quadros em um cômodo que já possui móveis, pode pensar em ilustrações com cores que combinem com as peças presentes.

E aqui, existem duas técnicas infalíveis: cômodos com móveis ou elementos coloridos, combinam com quadros mais neutros.

Já ambientes em que os móveis são neutros, com cores como cinza, branco e amarelo, ficam bem com toques de cor nos quadros.

7- Aproveite diferentes materiais

O quadro de moldura de madeira, com proteção em vidro, é o mais popular. Mas você pode fazer uma composição diferente ao utilizar materiais variados.

Existem impressões feitas diretamente na tela, que não exigem moldura, além de processos em que pedaços de madeira ganham coloração.

Há também a opção de prender e exibir as suas ilustrações em pranchetas antigas, que dão um ar de personalidade ao ambiente.

Por fim, uma tendência recente é escolher ramos de flores para “encapsular” entre duas lâminas de vidro. Essa é também uma forma de guardar lembranças de momentos especiais, com flores do buquê de casamento, por exemplo.

8- Os quadros e os móveis

Por mais que a parede pareça ser o único lugar reservado para os quadros e ilustrações, a verdade é que você pode posicioná-los em outros pontos da casa, com o auxílio dos móveis.

Os aparadores, por exemplo, são ótimos para colocar um quadro. Como benefício extra, não é preciso colar nada na parede ou fazer furos, o que facilita o processo.

Você também pode colocar quadros em móveis como a cabeceira da cama ou em estantes, que em alguns modelos possuem espaço para esse tipo de objeto.

9- Posicione os quadros de formas diferentes

Colocar quadros um ao lado do outro, ou um acima do outro, pode parecer irresistível, especialmente porque é mais difícil errar com essas combinações.

Porém, você pode se arriscar um pouco mais na hora de usar quadros na decoração e posicionar as molduras de formas diferentes.

Uma dica é colocar um quadro maior no centro e, como uma “nuvem”, posicionar outros quadros menores ao seu redor.

Se o medo de errar bater, faça desenhos de combinações no papel, que vão te ajudar a ter uma ideia do resultado.

Criatividade na decoração das paredes

Já faz tempo que as paredes deixaram de ser “telas brancas” para fazerem parte integral de uma decoração de ambientes.

Os quadros são grandes aliados nesse processo, já que conseguem imprimir personalidade a um cômodo, com a vantagem de permitirem uma mudança sempre que necessário.

Se você quiser ir adiante, pode conhecer dicas para decorar as paredes da sua casa com outros elementos, muito além dos quadros.

Assim, com criatividade e algumas dicas para não errar na hora de usar quadros na decoração, sua casa ganha mais personalidade e fica ainda mais agradável!